Anúncios

Como usar o Metrô de Paris

Uma das formas de se economizar nas viagens é usar o transporte público. E em Paris o metrô pontilha toda a cidade. É um transporte eficiente, rápido e barato.

Mas, é preciso saber de alguns detalhes antes de usar.

Golpistas: Eles estão por toda a cidade, e nas estações de metrô sempre aparece um pra oferecer ajuda pra comprar o seu bilhete. Nem todas as saídas das estações conta com o guichê do bilheteiro, mas todas tem uma máquina eletrônica para a venda de bilhetes. E é ali que os golpistas atuam, quando percebem que a pessoa ou pessoas ficaram mais tempo do que o normal para a compra do bilhete.

Fiscalização e Multa: Você será multado se for pego sem o bilhete usado para entrar na estação enquanto utiliza o metro ou trem. Sim, mesmo com câmeras e catracas os fiscais circulam pelas plataformas das estações e dentro dos trens conferindo se os usuários estão portando os bilhetes. Caso você tenha perdido o seu, deverá pagar uma multa de 50 euros, que é cobrada na hora. Você pode recorrer, mas para isso precisa apresentar ao fiscal o seu passaporte, se estiver sem ele, vai pagar a multa de todo o modo.

Batedores de Carteira: Assim como os golpistas, os batedores de carteira, ou pickpockets estão por todos os lados, e também dentro dos trens. Coloque seu dinheiro sempre em bolsas porta dólar dentro das calças e deixe na bolsa ou carteira só o necessário, e sempre nos bolsos da frente, ou à frente do seu corpo. Não subestime um batedor de carteira, ele é capaz de tirar dinheiro da sua mão e você não sentir. Se o trem vier cheio, espere o próximo, ou vá para um local mais vazio na plataforma, de preferência longe das saídas, onde irão parar os vagões que os usuários rotineiros escolhem para ficar por ser a saída mais rápida da estação.

post-banner

Moradores do metrô e loucos: Paris é uma cidade grande e a proporção de se deparar com um louco ou morador das plataformas do metrô é maior. Na maioria das vezes eles são inofensivos, mas evite ficar perto, porque existem casos de pessoas serem empurradas nos trilhos, por isso também não fique muito perto da beirada da plataforma.

Como comprar os bilhetes?

Você pode comprar no guichê com um bilheteiro e pagar com dinheiro ou com cartão de crédito internacional, pode comprar por quantidade (ticket t+) ou por dias de uso ilimitado (Paris Visite nessa opção o bilhete oferece desconto em alguns pontos turísticos). A maioria dos bilheteiros fala inglês.

Ou pode comprar nas máquinas eletrônicas, com a opção de escolher entre vários idiomas para facilitar a sua compra e também pagar com cartão de crédito internacional.

Os bilhetes de múltiplas viagens vem impressos individualmente e o Paris Visite vem   em único bilhete já marcada a quantidade de dias que poderá ser usado.

Nos 10 dias que ficamos em Paris, e usamos tanto a bike vélib como o metrô, nós compramos 40 bilhetes avulsos de metrô. Tinha programado comprar comente 20 bilhetes, mas como em alguns dias estava garoando, nós usamos mais bilhetes. Gastamos com isso 56,40 euros. Se tivéssemos comprado 2 passes de 5 dias para cada um, para usar nos 10 dias, o valor seria de 142,80 euros.

Com os bilhetes comprados basta prestar atenção nas placas que estão espalhadas pelas estações e plataformas, indicando a cor, o número ou letra e a estação final da linha para onde o trem se direciona naquela plataforma. Em uma mesma plataforma pode passar mais de uma linha, preste atenção nos painéis que estão nas plataformas informando para onde vai o próximo trem que parará ali. No próprio trem estará escrito o nome da estação final para onde ele se direciona.

Nos horários de pico os trens circulam em maior quantidade e nos demais horários e finais de semana e feriados em menor quantidade.

Tanto os trens como as plataformas são limpos. Não existe um padrão de construção, cores e mobiliário como é no Brasil, o que na minha opinião dá ao metrô a sua beleza e singularidade, cada estação e plataforma era uma beleza arquitetônica a ser admirada, e assim também os trens, cada um com seu estofado e mobiliário revelando a idade de cada um.

Nem todas as estações tem escadas rolantes e não percebemos a presença de elevadores, o que nos fez acreditar que deficientes físicos tem uma limitação com o uso do metrô. Ainda que não se veja funcionários circulando, existem câmeras de segurança por todos os lados. Em algumas estações existem máquinas de snacks e bebida nas plataformas, e os preços são razoáveis.

Existem vários aplicativos para celular, que funcionam sem internet e ajudam a usar o metrô e a se locomover pela cidade. O que eu mais gostei foi o oficial mesmo, RATP, e mostro passo a passo como usar no vídeo.

Eu vou deixar o link do site oficial do transporte público de Paris aqui já em espanhol, onde é possível obter maiores informações e mudar o idioma também.

Assista o vídeo, se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais.

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

via IFTTT

Anúncios

  2 comentários sobre “Como usar o Metrô de Paris

  1. 24/06/2016 às 11:33

    O metro de Paris é um pouco confuso, né?! Mas também é efficiente e atende a todas as suas necessidades!! Fiquei uns 5 dias na cidade e comprei o Paris Pass que me dava acesso ilimitado ao metrô. Valeu a pena!!!

    • 24/06/2016 às 11:42

      A gente também achou muito bom.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: