Paris 9 – Estátua da Liberdade de Paris

Mais um dia feliz na viagem. Apesar do tempo instável, a gente não ficou no hotel dormindo e foi pra rua ver e viver mais de Paris.

Depois de passar os primeiros dias da viagem dentro de museus e castelos, os últimos dias foram reservados a andar pelas ruas, conhecer e rever os monumentos da cidade.

Começamos pela Estátua da Liberdade. Sim, em Paris tem uma réplica da Estátua da Liberdade que existe em New York. A obra foi colocada bem no meio do Rio Sena. Não sabemos se em uma ilha artificial ou natural. O espaço abriga além da estátua um centro de atividade física público, com paredes de escalada, espaldares, barras, bicicletas e aparelhos elípticos de atividade aeróbia. Achei muito interessante, um pouco mais complexo do que o que temos em várias praças aqui em São Paulo e acredito que em todo o Brasil.

Seguindo pelo mesmo trecho de terra que abriga a Estátua da Liberdade chegamos até a Ponte Bir Hakeim, que antigamente se chamava Ponte de Passy, esse nome ainda está gravado nela. A ponte foi construída em meados de 1900 meu caro leitor, no primeiro nível passam os carros e pedestres e no segundo nível a linha do metrô. Bem no meio da ponte tem mais uma escultura de comemoração pela batalha de Bir Hakeim em 1942, que deu causa a renomeação da ponte em 1948.

Eu fico impressionadíssima com essas construções em Paris que tem mais de 100 anos, porque hoje a gente vê tanta coisa que custam uma fortuna para serem construídas e com 30 anos uma construção no Brasil é considerada velha e acabada.

Bom, voltemos para a viagem. Esse caminho que leva da Estátua até a Ponte é repleto de árvores e bancos, perfeito para tirar fotos, fazer um lanche e ficar admirando o Rio Sena e uma região de Paris com edifícios modernos.

post-banner

Subimos pela Ponte Bir Hakeim, contornamos a margem do Rio Sena e descemos de novo para a parte baixa da margem seguindo em direção da Torre Eiffel. Nesse pedaço da margem avistamos diversos barcos ancorados, onde as pessoas fizeram sua moradia quase permanente em Paris, nos muros vimos as caixas de correio de cada barco sinalizando que estávamos certos, ali são realmente casas-barco.

Passamos pela Torre Eiffel e encerramos nosso dia de passeio subindo até o Trocadéro, onde pela última vez tivemos a vista frontal da Torre Eiffel, o dia seguinte a este foi o último da viagem.

Como já mencionei antes nos outros posts falando sobre a segurança e a atenção que se deve ter com os grupos de golpistas e pickpockets, nesse vídeo nós flagramos um golpe e possivelmente um furto bem ali na região do Trocadéro, de frente para a Torre Eiffel. É impressionante a ousadia e facilidade com que essas pessoas agem e a ingenuidade dos turistas que ainda caem nesses golpes.

Assista o vídeo até o fim e veja como agem os golpistas em Paris.

Se inscreva no Blog, no Canal, e siga a gente nas redes sociais.

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

via IFTTT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s