Anúncios

Grécia 15 – Exo Gialos Beach (SANTORINI)

Nosso segundo dia na Ilha de Santorini foi de muita diversão e caminhada. Saímos do hotel logo após o café da manhã e seguimos para a praia mais próxima. Fomos caminhando mesmo, a distância não era grande, menos de 4 km. Nos protegemos do sol e seguimos andando calmamente e apreciando a paisagem, deixando para trás o burburinho dos carros e do movimento de pessoas em Firá.

Descobrimos uma ilha com ares de campo, a vida calma dos moradores, criadores de cavalos e dos jumentinhos que movimentam a economia de Firá, levando pelas ruelas onde os carros não chegam mantimentos, suprimentos e as malas dos turistas. Vimos muitas cavernas nas montanhas, estábulos dentro delas, depósitos, que antigamente eram as casas das pessoas.

O lado oposto da caldeira, na Ilha de Santorini abriga as praias, muitas residências e novos hotéis e resorts. Para quem procura privacidade e sossego, esse é o lado ideal para se hospedar.

post-banner

Depois de caminhar por quase 40 minutos, chegamos na praia de Exo Gialos, ou Yalos Beach. Junto da praia está um pequeno porto de mesmo nome, para pequenas embarcações.

Na praia tem um restaurante com toda a estrutura, culinária impecável, e ótimo serviço. Em um espaço da praia é possível escolher entre as diferentes opções de espreguiçadeiras com ou sem ombrelones, que custam a partir de €10 o dia para o casal e é oferecido como cortesia uma garrafa grande de água e um balde de gelo. O restaurante dispõe de bar e mesas para quem quiser almoçar mais confortavelmente. O mais interessante fica por conta do espaço da cozinha e banheiros, que ficam literalmente dentro da montanha rochosa.

A praia é um convite para ficar até o anoitecer, calma, águas tranquilas, poucos banhistas e a montanha dá um ar de que ali estamos protegidos. Muitos tem me perguntado se a água é fria. Sim a água do mar é fria, mesmo com muito calor, temperaturas perto dos 40ºC. Mas muito suportável e claro que refrescante. Um detalhe é a quantidade de sal, bem maior do que no Brasil, Equador, e Estados Unidos, que são os nossos parâmetros de comparação. Então, se você é daqueles que abre os olhos dentro da água tome cuidado e sempre tenha um colírio.

Uma das coisas que fez toda a diferença nessa experiência de passar o dia na praia e usufruir dos serviços de um restaurante de praia, foi ter por um preço justo o conforto, e o bom atendimento.  Não ter a importunação típica das praias brasileiras de vendedores ambulantes passando o tempo todo oferecendo desde bebida e comida a roupas e protetor solar. Além da segurança de poder deixar tudo sobre as espreguiçadeiras e ficar na água sem ter medo de ser furtado. É impossível não fazer comparações como essa quando viajamos e voltar com o desejo e esperança de um dia viver essa realidade no Brasil.

Voltamos para o hotel com o sol se pondo, parando no caminho para ver os cavalos que já estavam de volta dos passeios pela ilha. A caminhada da volta não foi tão demorada, quando nos demos conta já estávamos virando a esquina da rua agitada e movimentada de carros em Firá.

Assista o vídeo, se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (InstagramFacebook, e  Twitter).

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

via IFTTT

Anúncios

Deixe uma resposta