Já instalados no hotel em Madri, fomos para o centro da cidade fazer algumas compras. O hotel fica na área da Feria de Madri, onde tem a estação de metrô com o mesmo nome. Na recepção o concierge do hotel nos deu todas as orientações e um mapa da cidade e do metrô.

Pela internet nós já tínhamos buscado informações sobre as tarifas e bilhetes disponíveis. Chegando na estação de metrô localizamos a máquina de venda automática de bilhetes.

Booking.com

A compra dos bilhetes foi relativamente fácil. Perdemos alguns minutos para ver as opões e decidir qual bilhete seria mais adequado para a quantidade de dias que estaríamos na cidade. Ficaríamos por 4 dias e optamos pelo bilhete turístico de 5 dias que inclui o aeroporto, pois o anterior a esse seria de 3 dias e justo para o último dia teríamos que comprar bilhetes avulsos de ida e volta para o centro e ainda o de ida para o aeroporto. O hotel oferece o transfer gratuito, mas justo no horário que iríamos para o aeroporto seria o intervalo mais longo do transfer, então preferimos ir de metrô mesmo.

O valor do bilhete para 5 dias com viagens ilimitadas no dia custou €26 para cada um, o que daria uma média de €5,20 por dia e se fizéssemos apenas dois usos €2,60 por cada viagem. O metrô tem seus horários de pico, mas é muito eficiente e circula com uma boa frequência e ótima sinalização, praticamente não nos perdemos nenhuma vez.

Chegamos na praça principal do centro de Madri, Praça do Sol e a cidade toda estava envolvida no evento do orgulho glbt que duraria os próximos 2 dias. As lojas do centro ficam abertas até tarde e para a nossa necessidade, que era comprar o iphone se 128gb (em falta por toda a Grécia) foi perfeito, pois as lojas da FNAC, El Corte Inglés e a própria apple ficavam próximas umas das outras.

Durante o planejamento da viagem nós costumamos pensar nas coisas que queremos comprar no destino e que financeiramente é melhor do que comprar no Brasil. A maioria dos itens são de uso pessoal e trago quantidades que não exigem que seja feita a declaração ou sequer entrem na cota de isenção, pois são considerados como de uso pessoal do viajante.

Eu já tinha um celular da apple (5s) e queria outro com mais capacidade de armazenamento, só por isso, todo o restante me agradava, por isso optei por um modelo com design idêntico, mas com melhor capacidade e outras melhorias. Por isso já saí do Brasil sem o meu aparelho, só levei o chip da operadora (nextel). Fiz a liberação da linha para usar no exterior, mas para minha surpresa quando inseri o chip ele não funcionou, depois pelo atendimento do facebook responderam que eu não havia concluído a solicitação. Paciência, preciso ter mais cuidado com a nextel, o atendimento deles por telefone não é dos melhores.

Compramos mais algumas coisas e voltamos para o hotel. Vamos mostrar tudo o que compramos no vídeo de compras que vai ao ar no canal depois dos vídeos da viagem.

Assista o vídeo, se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (Instagram, Facebook, e Twitter).

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

easysim banner

Europa 1

madri

Anúncios

ESPANHA 3: Metrô de Madri e Centro da Cidade

There are 3 comments

  1. Fabiana

    Oi Patrícia! Parabéns pelo canal e pelo blog. Gostaria de saber onde você comprou o chip de celular em Madri. Sucesso para você e o William!

    1. Patricia Viaja

      Não compramos, estava esgotado em todos os lugares por causa da parada do orgulho lgbt. Usamos a internet do hotel, e na rua, das lojas e do ônibus city tour. Foram só 4 dias.

    2. Patricia Viaja

      Não compramos, estava esgotado. Usamos a internet gratuita do hotel, das lojas, e do ônibus city tour.

Comente

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.