Pular para o conteúdo
Anúncios

Como é o Aeroporto de Roma e Voar com a TAP até Salvador

Nosso último dia em Roma chegou, deixamos as malas todas prontas na noite anterior e acordamos bem cedo, tomamos o café da manhã no hotel e ficamos na recepção aguardando o transfer para o aeroporto. Saímos muito mais cedo do que de costume pois os horários do transfer para o aeroporto no período da manhã eram somente dois.

Chegamos no aeroporto e fomos fazer o procedimento do tax-free, passamos primeiro no setor alfandegário para carimbar as notas fiscais e em seguida fomos para a fila de devolução do imposto, na global blue, que sempre é a mais longa. Dessa vez conseguimos chegar cedo e pegar a devolução em dinheiro, o que compensa muito mais do que receber no cartão de crédito, por causa das conversões de moeda até chegar no real.

Feito o tax-free fomos para a área de embarque, passando pela segurança e raio-x, onde junto com outros passageiros recebemos um péssimo tratamento.

Ao contrário dos balcões de check-in que ainda são humanizados e não tem as máquinas de auto atendimento, no setor de segurança foram instaladas esteiras que trazem as bandejas para a colocação dos objetos pessoais. Além disso uma regra nova nos foi apresentada, a exigência de colocação das malas de bordo nas caixas, ao invés de simplesmente passá-las pelo aparelho.

O problema começou quando depois de exigir que retirássemos de dentro das bolsas de mão, celulares e notebook, nos obrigando a colocar cada um em uma caixa, foi impedida a passagem das malas fora das caixas (nesse momento descobrimos essa regra nova). Nesse momento os passageiros atrás de nós na fila pegaram as caixas disponíveis e colocaram nelas os seus objetos. Ficamos sem caixa para colocar as malas, o funcionário empurrou as malas para fora da esteira e passou adiante as caixas com nossos objetos pessoais, todos soltos, para o outro lado do raio-x, enquanto nós ficamos parados do outro lado sem poder passar.

Comecei a argumentar e pedir para ele trazer de volta meus objetos pessoais, o funcionário do aparelho de raio-x pessoal me impediu de passar e perguntou o que estava acontecendo, ao tentar explicar fomos interrompidos aos gritos pelo outro funcionário dizendo para ele não deixar eu passar pois a minha mala estava ali e que eu estava causando problemas. Afirmei que ele estava sendo grosseiro e deveria ser gentil com os passageiros e garantir a nossa segurança e de nossos objetos pessoais ao invés de fazer o que fez. Pedi novamente que trouxessem a bandeja com minha bolsa, celular e carteira para que ficassem comigo até poder passar tudo junto. Depois de discutir mais um pouco, o funcionário foi retirado do raio-x e me entregaram a bandeja com meus pertences. Imaginei que por conta disso fariam uma revista minuciosa pedindo para abrir a bolsa e a mala e retirar tudo que havia dentro. Mas, não fizeram mais nada, chegaram mais bandejas vazias, passamos as malas e os objetos menores e retiramos do outro lado sem nenhuma revista.

Passado o constrangimento desnecessário no raio-x seguimos para o portão de embarque. O aeroporto de Roma é gigantesco. Prepare-se para caminhar bastante na área de embarque. Muito bem servido por lojas de roupas, sapatos, acessórios de viagem e souvenirs, além de restaurantes e lanchonetes, os corredores são amplos, com banheiros e assentos em quantidade suficiente para atender aos passageiros que aguardam por seus voos.

Ainda assim, basta um pequeno atraso de um dos voos, para que ocorra uma reação em cadeia de atrasos e acúmulo de pessoas nas áreas de embarque.

O aeroporto estava bem cheio, e como ainda tínhamos bastante tempo de espera decidimos ir para a sala vip atendida pelo LoungeKey, que usamos em parceria com o cartão visa infinite, pagando a taxa de US$27 por pessoa para utilizar o espaço. A sala que ficava mais perto do nosso embarque não era muito grande.  e as opções de comida e bebida também não eram muitas. Mas ainda assim acredito que foi bem pago, não tivemos foi sorte de ter mais espaço para ficar mais confortável, certamente do lado de fora seria pior. A questão do custo benefício não envolve só o que se pode comer gratuitamente na sala vip, mas o conforto e sossego nas horas que antecedem o voo.

Já próximo do nosso embarque fomos para o portão e mesmo com tudo confirmado, nada do embarque começar e nenhum aviso sobre atraso, até que chegado o horário da partida do voo, anunciaram o atraso. Conclusão, saímos com quase 1 hora de atraso e quando chegamos no aeroporto de Lisboa, o próximo voo para o Brasil já havia partido. Seguimos para o balcão da TAP e conversamos com o atendente sobre as nossas opções para contornar a perda do voo. A assistência prestada pela cia aérea seguiu as normas internacionais de responsabilização, pois as passagens estavam todas no mesmo bilhete, diferente do que aconteceu conosco com a Easyjet (clique aqui para ler o post).

Decidimos passar a noite em Lisboa e seguir direto para Salvador no dia seguinte. A TAP nos deu vouchers de transporte, diárias do hotel e refeição. Fomos hospedados no Holiday Inn Continental, um ótimo hotel. Chegamos no hotel, fizemos o check-inn, deixamos as malas no quarto e descemos para jantar. O jantar é em sistema de buffet livre, com sobremesa, e é muito bem servido. Vale a pena mesmo para quem não está hospedado no hotel. Depois saímos para dar uma última volta por Lisboa e nos despedir da cidade. Dormimos muito bem, no dia seguinte tomamos o café da manhã, também muito bem servido, voltamos para o quarto, descansamos mais um pouco e nos arrumamos para voltar para o aeroporto. Fizemos o check-out, não precisamos pagar por nada, nem deixar nenhum tipo de caução. A recepção chamou o taxi para nos levar de volta para o aeroporto.

Chegamos no aeroporto com bastante antecedência e aproveitamos para comprar algumas lembrancinhas e da cidade e ainda dar uma olhada nas outras lojas. Correu tudo bem no raio-x e na emigração, e o atendimento foi cordial. As opções de lojas e restaurantes na área de embarque é excelente, com opções econômicas e mais luxuosas. Dessa vez não entramos em nenhuma sala vip, e aguardamos a chamada para o voo perto do portão de embarque. Na entrada da aeronave a cia aérea inspecionou o cumprimento das limitações de bagagem de mão, embarcamos sem problemas e conseguimos trocar de assento, para a fileira de apenas 2 bancos, tendo um pouco mais de privacidade.

Os vos internos da TAP são bem simples e seguem um padrão quase que de baixo custo, apesar de não ser tarifado assim. Já os voos entre continentes, como o segundo que pegamos, de Lisboa até Salvador, além de ser em aeronaves maiores, tem o padrão de serviço de bordo internacional, e entretenimento completo. As poltronas são confortáveis, na medida do possível, as opções de refeição são saborosas, e o atendimento é cordial.

Chegamos em Salvador no início da noite, pegamos um uber e fomos direto para o hotel, que manteve nossa reserva, após avisarmos que havíamos perdido o voo e chegaríamos só no dia seguinte. Sobre Salvador, leia o próximo post.

Assista o vídeo, e para receber mais conteúdo como este se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (Instagram, e Facebook).

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

easysim banner


Seguros Promo


Seguros Promo

banner 728x90

Anúncios

2 Comments »

  1. Gostei bastantes dos seus vídeos que fez na Itália, gostaria de saber qdo viajou (datas)qtos dias ficou em cada cidade …pretendemos ir em setembro de 19 e queria saber do tempo e caminhar por lá.
    Grato
    Jr

    Curtido por 1 pessoa

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s