Pular para o conteúdo
Anúncios

Roteiro 18 dias: Lisboa, Veneza, Roma e Salvador

Esse é o roteiro que montamos para a nossa viagem de 18 dias (16 dias inteiros) pela Europa, saindo de Campinas, passando por Lisboa, Veneza, Roma e voltando para o Brasil passando por Salvador. Aproveite as informações e estrutura e monte o seu roteiro para a próxima viagem.

ROTEIRO DE 16 DIAS: LISBOA-VENEZA-ROMA-SALVADOR*preços para duas pessoas*
PASSAGENS:
BRASIL, Campinas – Lisboa, PORTUGAL 114k milhas -TudoAzul+ Taxas de embarque R$344,38 Tickets
data Aeronave: 777-300; Franquia Bagagem 2 malas 23 Kg + 1 mala bordo 8kg + bolsa/mochila 2kg+casaco
Voo AD 8750 – AZUL Airlines – A330 – assentos
Partida 17:15 VCP Chegada 06:55 LIS
PORTUGAL, Lisboa- Roma, ITALIA 1,1k milhas-TudoAzul via Viajanet+ Taxas de embarque R$183,89 Tickets
data Aeronave: A320; Franquia bagagem 1 mala bordo 8kg + bolsa/mochila 2kg+casaco
Voo TP 834 – TAP Airlines – A321 – assentos
Partida 06:50 LIS Chegada 10:40 FCO
ITÁLIA, Roma – Veneza, ITÁLIA Locação do carro US$87,50 cobertura completa sem franquia + €98 combustível e pedágio locadora Hertz
Retirada: data Roma Aeroporto L. DA VINCI AP.ROMT50 TEL: 0665011553 Itália Rome (FCO) loja em terminal
Devolução: data Veneza 03/05/2018 – 11:30h PIAZZALE ROMA, 496. VCEC61 TEL: 0415284091 (VCE) loja na central
ITÁLIA, Veneza – Roma, ITÁLIA Italo  €39,80 Tickets
data Franquia bagagem 1 mala 23 Kg + 1 mala bordo 10kg + bolsa/mochila +casaco
Trem Italo NTV 8913 – Segunda Classe Smart – assentos
Partida: 13:00 Veneza Estação St Lucia Chegada 16:45 Roma Estação Termini
ITALIA, Roma – Lisboa, PORTUGAL – Salvador, BRASIL R$1.200 Tickets
data Franquia bagagem 1 mala bordo 8kg + bolsa/mochila 2kg+casaco
Voo TP 839 – TAP Airlines – A319 – assentos
Partida: 13:30 FCO Terminal 3 Chegada: 15:40 LIS Terminal 1
Voo TP 022 – TAP Airlines – A340-300 – assentos
Partida: 16:45 LIS Terminal 1 Chegada 21:20 SSA
BRASIL, Salvador – São Paulo, BRASIL 16k milhas Multiplus + R$59,80 Tickets
data Aeronave: 777-300; Bagagem 1 mala bordo 10kg + bolsa/mochila 2kg+casaco
Voo JJ3989 – LATAM Airlines- A321 – assentos
Partida: 16:02 SSA Chegada: 18:45 GRU

FRANQUIA DE BAGAGEM – MEDIDAS PARA ESTA VIAGEM: Bagagem de bordo/mão: mala 55 cm x 40 cm x 20 cm (até 8kg) + bolsa/mochila 35 cm x 20 cm x 20 cm (até 2kg). Transporte de líquidos na bagagem de mão: até 10 unidades de 100 ml (3,4 oz) por artigo, tudo em saco plástico transparente e selado, volume máximo de 1 litro.

HOSPEDAGEM

De 29 de abril a 02 de maio – LISBOA: Easy Lisbon Hostel. End: Avenida Duque de Loulé 95, Santo Antônio, 1050-089 Lisboa, Portugal.Telefone: +351 21 808 6873. cód reserva booking: CÓDIGO PIN: = €125 (com café) cancelamento grátis Quarto com 2 camas beliche, wc compartilhado.

De 02 a 03 de maio – BOLONHA: Best Western City Hotel. End: Via Magenta 10. Bolonha Itália. cód reserva tudoazul kaligo: , nº itinerário = 12.547 pontos tudo azul (com café) sem reembolso. Quarto com cama de casal, wc privado.

De 03 a 05 de maio – VENEZAHotel Castello, Calle Figher, 4365 Veneza, Itália. cód reserva , nº itinerário = 37.746 pontos tudo azul + R$359,47 (com café) sem reembolso. Quarto com cama de casal, wc privado.

De 05 a 12 de maio – ROMAHotel Mercure Roma West. Viale Eroi di Cefalonia 301. 00128, ROMA, ITÁLIA. Tel: (+39)06/50834111 / Fax: (+39)06/50834730 LeClubAccor Cód reserva: = 24.000 pontos Leclubaccor, + €123,30. Traslado de/para o aeroporto de Roma e estação de metrô EUR Fermi. Ônibus; 705 – Cefalonia Giorda.

De 12 a 15 de maio – SALVADORHit Hotel. Endereço: Av. Sete De Setembro, 3691, Salvador, Brasil. Telefone: +55 71 3264-7433 cód reserva = R$157,26+23.498 pontos Tudo azul (com café). Quarto com cama de casal, wc privado.

O QUE LEVAR NA MALA:

SAPATOS E BOLSAS
-mochila preta couro; -guarda-chuvas; -botas; -mocassim; -tênis; -meias: sapatilha, compressão (ida); -meia palmilha e palmilha silicone; -chinelo
ROUPAS
-calça jeans; -saia; -vestido; -blusa gola alta; -blusa sem mangas; -blusa manga longa; -camisa jeans; -colete; -camiseta branca; -casaco ultra light down; -casaquinho; -short underwear; -lenços; -biquíni; -canga-5 calcinhas; -3 sutiãs
ACESSÓRIOS E HIGIENE
-óculos sol; -sabão e amaciante em folhas para roupas; -3 sabonetes; -desodorante + 3 min. perfume; -shampoo+condicionador; -máscara+leave-in; -protetor solar + hidratante corpo; -creme olhos + creme noite em sachês; -primer + 2 cores de base + delineador + pré rímel + rímel + lápis olhos e boca + sombra + 3batons + blush + iluminador; -lenço demaquilante + sabonete liquido + algodão + locão micelar-pomada picadainseto + remédios + cotonetes + colírio + absorventes; – unhas postiças; -escova e pente
ELETRÔNICOS E DOCS
-caneta + roteiro e reservas; -passaporte + carteira de vacinação + carteira de motorista +PID + seguro viagem + Cartões + dinheiro; -celular, notebook, fones, hd externo + câmera gopro + cartões de memória + baterias + acessórios + cabos + carregadores + powerbank; – bolsa térmica para água + sacos p/lanche;

MOEDA, ADUANA, TAX FREE (DEVOLUÇÃO DO IVA): Cotação Euro em dez/14 R$3,40;fev/16 R$4,60;abr/16 R$4,17;fev/17 R$3,40;mar/17 R$3,53;mai/17 R$3,62 3,80;dez/17 R$4,10;jan18 R$4,13;fev18 R$4,14; mar18 R$4,20; abr18 R$4,40

Levar €70 por dia de viagem + seguro Tratado de Schengen.

É obrigatória a declaração de valores para turistas transitando na União Européia com quantia em dinheiro igual ou superior ao equivalente a €10.000 (dez mil euros), Regulamento (CE) nº 1889/2005, de 15 de junho de 2007.

Tax Free: Valores mínimos para requerer: Portugal €62; Itália €155
www.premiertaxfree.com; www.globalblue.com; www.innovataxfree.com

NÚMEROS DE EMERGÊNCIA – LISBOA: 112; VENEZA e ROMA: 112
Para ligações internacionais discar 00+cód país destino+cód cidade destino+telefone destino

Embaixadas do BrasilLisboa, Estrada das Laranjeiras, 144. 1649-021, Lisboa, Portugal. Tel: 351. 21 7248510 Fax: 351. 21 7267623. e-mail: geral@embaixadadobrasil.pt / http://lisboa.itamaraty.gov.br
Roma, Piazza Navona, 14. 00186, Roma (RM). Tel: +39 06.683981 Fax: +39 06.6867858 E-mail: brasemb.roma@itamaraty.gov.br / http://cgroma.itamaraty.gov.br

DIRIGIR NA ITÁLIA REGRAS
Documentos obrigatórios: Carta de condução rosa da EU; Carta de condução internacional (só recomendado); Certificado de Matrícula do veículo ou contrato de aluguer; Matrícula nacional; Recibo do seguro (carta verde); Passaporte (só recomendado); Autorização se utiliza veículo dum terceiro; Em caso de dúvida consultar os Clubes Automóveis, para conhecer mais pormenores sobre regulamentos locais.
Regulamentos: Índice máximo de alcoolemia permitido no sangue: 0.05 gr/litro de sangue; Não beber e conduzir; Idade mínima das crianças que podem ir no banco da frente: 12 anos; É obrigatória a utilização de cadeirinha, assento de elevação ou sistema de retenção adaptado e homologado, até aos 12 anos e 1,50 m; Idade mínima do condutor: 18 anos; É obrigatória a utilização de cintos de segurança nos bancos da frente e da retaguarda; Duas rodas: utilização obrigatória de capacete para o condutor e o acompanhante; São obrigatórios os médios acesos (dia e noite) fora das localidades todo o ano; Pneus com pregos permitidos com regulamentação; de 15 de Novembro à 15 de Março; Limite de velocidade para veículos equipados com pneus com pregos (km/h): 90. Equipamentos: Triângulo de pré-sinalização obrigatório; Caixa de primeiros socorros recomendada; Extintor recomendado; Colete reflector obrigatório; Talão de Área C para Milão e talão para Bolonha;
Limites de velocidade (Veículos ligeiros) em km/h; Dentro das localidades: 50; Estradas: 90; Estradas com separador central: 110; Auto-estradas: 130; Estes limites de velocidade reduzem-se em caso de chuva.

PLANO DE VIAGEM – PASSEIOS, VISITAS, MUSEUS E MONUMENTOS:
De 29 de abril a 02 de maio – Lisboa
Aeroporto pegar LisboaCard;
Palácio de Belém
Pasteis de Belém
Praça do Império
Padrão dos Descobrimentos
Torre de Belém
Arco da Rua Augusta
Rua Augusta
Praça do Comércio
Bairro Alto
Avenida da Liberdade
Oceanário
Castelo de São Jorge
Sintra
Quinta da Regaleira
Palácio da Pena
Palácio Nacional de Sintra

Gratuitos com o cartão LISBOACARD
Arco Monumental Rua Augusta; Carris – Lisboa de Electrico; Carris; Museu Anastácio Gonçalves; Convento de Cristo em Tomar; CP Sintra Cascais; Elevador Santa Justa; Estufa Fria; Lisboa Story Centre; MAAT (Museu Arte, Arquit Tec); Metro; Mosteiro Alcobaça; Mosteiro Batalha; Mosteiro Jerônimos; Museu Arqueologia; Museu Coches; Museu da Musica; Museu de Lisboa – St Antonio; Museu de Lisboa – Pal Pimenta; Museu de Lisboa – Teat Roman; Museu do Ar; Museu do Chiado; Museu Nacional Arte Antiga; Museu Nacional do Azulejo; Museu Nacional Teatro Dança; Museu Nacional Etnologia; Museu Nacional Traje; Museu Rafael Bordalo Pinheiro; Palácio da Ajuda; Palácio de Mafra; Panteão Nacional; Sintra Mitos e Lendas; Torre de Belem.

Descontos com Lisboa Card:
Amoreiras Shop €5 belvedere €1; Aquário Vasco da Gama Exhib 20%; Belem Monumental 20%; Bussoloceano 10%; Caravel on wheels 25%; Carristur Aerobus 25%; Casa Fernando Pessoa 40%; Centro Arte Moderna 20%; Centro Cult. Belem Perf 10% Exhi 20%; Cityrama 15%; citysightseeing Portugal 25%; Cooltour Lisbon 15%; Culturgest 10%; Emel 3 vouchers x 50%; Evoa 30%; Fabr Faiancas Azulej Sant’Anna 5%; Fado in Chiado 10%; Fertagus 25%; Free Port 10%; Fund. Arpad Szenes-Vieira Silva 50%; Fundação Jose Saramago 1 €; Fundação Medeiros e Almeida 40%; Go car 20%; Hippotrip 15%; Inside Lisbon 10%; Jardim Zoológico 15%; Kidzania 10%; Lisbon by Boat 15%; Lisbon Eco Tours 30%; Lisbon River Side 15%; Lisbon Shop 10%; Lisbon walker 33%; Lucas Bus 15%; Museu Arqueológico Carmo 20%; Museu Artes Decorativas 20%; Museu Benfica Cosme Damião 15%; Museu Calouste Gulbenkian 20%; Museu Coleçãao Berardo 30%; Museu da Água 50%; Museu da Carris 30%; Museu da Farmácia 20%; Museu da Marioneta 30%; Museu das Comunicações 50%; Museu História Natural e Ciência 50%; Museu de S. Roque 40%; Museu Centr Cient. Cult Macau 50%; Museu do Fado 30%; Museu do Oriente 20%; Museu Marinha 33%; Museu M Sport Est Jose Alval. 40%; Naturway 20%; News Museum 30%; Nosso Tejo 20%; Oceanário 15%; Padrão Descobrimentos 30%; Palácio Parque da Pena 10%; Palacio de Queluz 15%; Palácio Nacional Vila (Sintra) 10%; Palmayachts 15%; Parques Sintra Monte da Lua 15%; Pavilhão do Conhecimento 20%; Planetário Calouste Gulbenkian 50%; Quinta Regaleira 20%; Sado Arrab. Tur Nat. Dolphin T 15%; Sailing Lovers 15%; Sao Luiz Teatro Municipal 20%; Selection Tours 20%; Teleferico Lisboa 10%; Tuk Guide Portugal 25%; Vertente Natural 10%; Vertigem Azul 10%; Vini Portugal Enoc.20% Merch 10%; Yellow Boat 10%; Yellow Bus Hills Tramcar Tour 10%; Yellow Bus – Hop on/Hop off 10%

Sites Úteis:
https://www.visitportugal.com/pt-pt
http://www.cm-sintra.pt/turismo
www.cp.pt.
www.scotturb.com
www.cm-sintra.pt
https://www.lisboacard.org/pt/
https://www.visitlisboa.com/pt-pt
http://www.visitcascais.com/pt

Um pouco sobre cada lugar:

PORTUGAL: Cerca de 11 milhões de habitantes, 561km de norte a sul e 218km de leste a oeste. Custo de vida: alimentação, café entre €0,70 a €1,50; suco €2,50; refrigerante €1,50; sanduíche €2,50; refeição €11 a €50.; cultura, teatro ou ballet €10 a €75; museus €1,50 a €8,50; Transporte, metrô €1,40, táxi bandeirada €3,25 a €3,90, Lisboa Card (inclui Sintra e Cascais e algumas entradas) €19 a €40. Gorjetas em restaurantes e taxis, o serviço já está incluído nos preços, opcional entre 5% e 10%. Eletricidade 230/400 volts, frequência de 50 hertz, tomadas padrão europeu. Horário Comercial: alguns estabelecimentos comerciais fecham para o almoço entre 13h e 15h.

SINTRA: O nome significa “o monte da lua”, definido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Distância de Lisboa: 20 km de carro, ou de trem (comboios), saindo da Estação Rossio, com duração de viagem de 40 min (€4,50 ida e volta). Como conhecer, deslocamento na região: chegando ao centro histórico, a visita à Serra de Sintra pode ser feita a pé ou de autocarro, com bilhetes turísticos diários “Circuito da Pena” (€5,50) e “Villa Express” (€2,55), incluem os percursos até ao Castelo dos Mouros e Palácio da Pena, ou pelos Palácios de Seteais, Regaleira e Monserrate, pode entrar e sair ao longo do percurso ascendente. De 6ª feira a Domingo, há um elétrico no percurso entre a Estefânia de Sintra e a Praia das Maças.
O que ver: Monumentos e Museus:
*Palácio da Nacional de Sintra, da Vila, duas chaminés cônicas, caraterísticas que servirão de bússola para voltar a este ponto de encontro. Datado de finais do século XIV, foi a estância de veraneio de muitos reis ao longo da História de Portugal. É um verdadeiro museu do azulejo, com aplicações desde o séc. XVI, do início da sua utilização em Portugal.
*Palácio e Quinta da Regaleira, séc. XIX, decoração que impressiona, rica em simbologia maçônica. Perto da entrada da Regaleira, fica Seteais, um palácio do séc. XVIII atualmente transformado em hotel. Entre nos jardins e siga até o miradouro, de onde se vê o Palácio da Pena, o Castelo dos Mouros e o mar ao longe.
*Palácio e Parque da Pena, um dos mais românticos de Portugal, uma reconstituição fantasiosa e revivalista, romantismo oitocentista, paixão e imaginação do rei artista D. Fernando de Saxe-Coburgo Gotha, consorte de D. Maria II. Antes de entrar no refúgio botânico, passe pelo Chalet da Condessa D’Edla e suba ao Palácio que Richard Strauss apelidou de “Castelo do Santo Graal”;
*Castelo dos Mouros, testemunho da presença islâmica na região, construído entre os séculos VIII e IX e ampliado depois da Reconquista.
*Palácio e Parque de Monserrate, exótico palácio neogótico;
*Convento dos Capuchos, séc. XVI utiliza a cortiça como revestimento dos pequenos espaços, seguindo os preceitos de pobreza da Ordem de São Francisco de Assis, um contraste com os palácios da região;
*Palácio Nacional de Queluz, séc. XVIII, estilo “rocaille”, nos jardins é possível assistir a uma exibição da Escola Portuguesa de Arte Equestre e qualidades dos cavalos lusitanos, criados em Alter, no Alentejo, na antiga coudelaria da casa real.
Museus: *Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas, com uma importante coleção epigráfica com mais de dois mil anos; Museu Ferreira de Castro, Museu Anjos Teixeira, Casa-Museu Leal da Câmara, Museu de História Natural, MU.SA – Museu das Artes de Sintra, Centro de Ciência Viva de Sintra, Museu do Ar, Centro Interativo Mitos e Lendas de Sintra;

LISBOA: Capital de Portugal com cerca de 2 milhões de habitantes. Como conhecer, deslocamento: a pé, de metrô (comboios) ou ônibus (carris) e ônibus elétrico (elétricos).
O que ver e fazer: Monumentos e Museus:
*Arco da Rua Augusta, arco triunfal. A construção foi programada em 1759, no quadro da reconstrução pombalina após a destruição da baixa lisboeta pelo terremoto de 1755, só foi concluído em 1873.
*Palácio de Belém, séc XVIII, localizado na zona histórica de Lisboa, possui 5 edifícios, em estilo barroco e maneirista, usado como a residência oficial do presidente de Portugal desde 1910. Também alberga o Museu da Presidência, História da República. Se o presidente está em Belém uma bandeira verde com o brasão nacional é hasteada.
*Jardim da Praça do Império, área de 3,3 há, construído em 1940, perto do Mosteiro dos Jerônimos. Antiga “praia do Restelo”. O lago central apresenta no exterior os Brasões de Mercê Antiga ou Nova pertencentes ou atribuídos a Navegadores durante o período dos Descobrimentos. Os seus jardins apresentam 30 brasões representando os 18 distritos portugueses, os arquipélagos e as ex-colônias, a que se juntaram ainda as cruzes de Cristo e Avis. Há ainda um escudo nacional também feito com buxo e flores.
*Padrão dos Descobrimentos, memorial aos navegadores portugueses. Composto de 33 figuras importantes dos Descobrimentos Portugueses, Luis Vaz de Camões, Vasco da Gama e Pedro Álvarez Cabral entre outros;
*Mosteiro Jerônimos e a Torre de Belém, Patrimônio Mundial, gótico manuelino com abóbadas trabalhadas em pedra, elementos decorativos ligados a aspetos marítimos e às viagens dos navegadores.
*Pastel, comum ou o de Belém, doce de pastelaria que os lisboetas acompanham com um café.
*Praça do Comércio ou Terreiro do Paço, maior praça de Lisboa, símbolo da cidade e da reconstrução após o terremoto de 1755. Um espaço para passear à beira rio, no fim da tarde, ou vista do rio em um passeio de barco.
*Castelo de São Jorge, ponto mais alto da cidade, no meio dos bairros mais típicos, a ligação da cidade com o rio Tejo;
*Bairros da Alfama, Mouraria ou da Madragoa;
*Música, Ouvir um Fado, jantar à luz da vela a ouvir fado em Lisboa é tradição.
*Elevador Santa Justa, vista da parte antiga de Lisboa, com mais de cem anos, desenhado por Ponsard, discípulo de Gustave Eiffel.
*Andar de elétrico (bondes), meio de transporte comum para os lisboetas, uma das melhores maneiras de conhecer os bairros históricos, fotografias, o de nº 28 é o mais conhecido;
*Museu Nacional do Azulejo e o Museu dos Coches, história do azulejo em Portugal, desde o séc. XVI até aos dias de hoje; e uma coleção de coches com exemplares do século XVIII, decorados com pinturas e talha dourada.
*Jantar no Bairro Alto, junto aos miradouros, de Santa Catarina ou de São Pedro de Alcântara;
*Compras no bairro do Chiado, melhores lojas.
*Oceanário, no Parque das Nações, área de revitalização de uma zona industrial, à beira rio, um dos maiores da Europa, fauna e a flora dos diversos oceanos do planeta.

De 03 a 05 de maio – Veneza
Remembrance Park
Jardins públicos
Basílica de São Marcos
Torre do Relógio
Grande Canal
Campo Santo Stefano
Palácio Ca’Rezzonico
Bridge of Fists
Antico Forno
Grom Ice Cream Shop
Alameda Zattere
Basílica de Santa Maria da Saúde
Ponte da Accademia
Jardins Reais
Riva degli Schiavoni
Ponte dos Suspiros
Palácio Ducal
Campanário de São Marcos
Praça São Marcos
Palácio Contarini del Bovolo
Ponte de Rialto

Sites Úteis:
http://www.italia.it/es/home.html
http://www.veneziaunica.it/it/content/visitare-venezia
http://www.comune.venezia.it/pt/content/enjoyrespectvenezia

Um pouco sobre cada lugar:
ITÁLIA: Tem cerca de 60 milhões de habitantes e cerca de 301.000km de extensão territorial.
VENEZA: Com 265 mil habitantes, Situada às margens do mar adriático, a região é composta por pequenas ilhas. Custo de vida: alimentação *comer em pé é sempre mais barato, café entre €2 e €5; suco €8; refrigerante €4; sanduíche ou pizza €5 a €10; refeição €20; Comida típica: com base em peixes, alcachofras, abóbora, aspargos, chicória, feijão e ervilhas. Cultura, teatro ou ballet €130; museus €20; Transporte, a pé, vaporetto waterbus €7,50; Gôndola, símbolo de Veneza, barco típico da cidade da lagoa. Atravessar Veneza pela gôndola permite ver diferentes ângulos, pontos escondidos de áreas que não são acessíveis da cidade. €80 por 30 minutos. Os gondolianos se distinguem pela sua roupa de marinheiro, com um chapéu de palha. Os venezianos utilizam a gôndola de traghetto, destinada ao transporte de passageiros de uma extremidade para a outra do Grande Canal, uma viagem bem curta, €2 pagos ao gondolero no momento do embarque. Gorjetas em restaurantes e taxis, o serviço já está incluído nos preços. Eletricidade 230/400 volts, tomadas padrão europeu. Horário Comercial: alguns estabelecimentos comerciais fecham para o almoço entre 12h30 e 15h30.
Multas aplicadas pela Municipalidade de Veneza:
Sentar em locais não identificados como permitidos Sanção: €200. É proibido sentar-se, na Praça São Marco, por baixo dos pórticos e degraus das Procuratie Nuove, da Ala Napoleónica e da Livraria Sansoviniana, na Piazzetta dei Leoncini, no correr do Porticato do Pálacio Ducal, na Praça São Marcos e no cais.
Consumir alimentos e bebidas: Sanção €200. É proibido parar para consumir alimentos ou bebidas nas vias (exceto nas áreas em concessão aos Estabelecimentos Públicos), nas áreas de restauração especificamente identificadas, e jogar em solo público papel, frascos, garrafas e quaisquer outros tipos de detritos sólidos ou líquidos e dificultar a circulação permanecendo parado nas pontes e vielas.
Mergulhar: Sanção: €450. É proibido mergulhar, nadar ou tomar banho em todos os canais públicos ou abertos ao público e na Bacia de São Marcos e em todas as lagoas nas proximidades de centros habitados da Cidade de Veneza.
Andar de roupa íntima ou com o tronco nú: Sanção: 200 €. É proibido circular pelas ruas da cidade, permanecer parado em locais e estabelecimentos públicos, andar em meios de transporte públicos ou privados em roupa de banho ou tronco nú.
Dar Comida aos pássaros: Sanção: de 50 € a 200 €. É proibido, por motivos higiénico-sanitárias e de salva-guarda do património artístico, dar comida e alimentos, ou deitar e abandonar detritos de alimentos nas ruas, praças ou outros locais públicos, rios e canais da Cidade de Veneza.
Circular com bicicletas ou velocípedes: Sanção: 100 €. É proibida a circulação de velocipedes mesmo se levados à mão no Centro Histórico de Veneza. Salvo exceção para os cidadãos residentes e crianças com idade até aos oito anos.
Acampamento: Sanção: 50 €. É proibido acampar, deitar-se nos bancos, permanecer parados mesmo se ocasionalmente com equipamento de campismo em toda a Cidade de Veneza.
DIALETO VENEZIANO – Biso: ervilha Risi e bisi: arroz com ervilhas, receita típica de Veneza; Bricola: Grupo de varas que delimitam os canais navegáveis da lagoa; Bussolà: rosquinha Bussolà buranello: bolo em forma de donut típico de Burano; Cale, caleta: rua, shopping pequeno, nome veneziano típico para indicar a estrada, a rua; Campo, campielo: com os termos “campo”, “campiello” são indicados os quadrados, o termo deriva do campo agrícola, porque originalmente o fundo dos campos era turfe. Existem apenas dois lugares assim em Veneza: Piazza San Marco, com suas praças laterais, e Piazzale Roma; Canocia: Galera, cigarra do mar; Corte: pátio; Creme frite: Pastelaria frita à base de leite, farinha e ovos, receita veneziana antiga; Fondamenta: Rua construída ao lado do canal; Fritola: rosquinha. Fritola venessiana: donut de carnaval, receita típica de Veneza; Galan: Bolo de carnaval em forma de fita, feito com farinha e ovos, frito em óleo e polvilhado com açúcar; Palina: pegue a amarração de um barco. Antes que as varas fossem pintadas com as cores das famílias mais importantes da cidade; Peocio: mexilhão. Peoci saltai: mexilhões feitos na panela; Ramo: Rua fechada ou levando a um pátio; Rio: canal secundario. Rio terà: rua feita enterrando um canal; Schia: camarão da lagoa cinzenta; Sestier: “sestiere“, nome que define os distritos de Veneza, que são seis no total, daí o nome; Sottoportego: árcade; Tecia: Caçarola, frigideira. Carne in tecia: carne de guisado; Vera da posso: boca de poço, nome típico veneziano do banco de pedra de um poço.
*Piazzale Roma: para quem chega em Veneza de carro, este é geralmente o primeiro quadrado que você pode ver. Também serve como a principal estação de ônibus e geralmente um importante centro de transporte. Pode ficar agitado durante as horas de pico quando há muitos passageiros caminhando de um lado para o outro.
*Ponte da Constituição: aberta em 2008, conhecida como Quarta Ponte sobre o Canal Grande ou Ponte de Calatrava. Comunica a Piazzale Roma com a zona da Estação de Venezia Santa Lucia.
*Ponte delle Guglie: uma das duas pontes em Veneza, sobre o Canal de Cannaregio. Encontra-se perto da extremidade ocidental do canal, pela estação ferroviária Venezia Santa Lucia. Uma ponte de madeira anterior foi construída em 1285. Foi substituída pela ponte de pedra e tijolos atual em 1580. Foi restaurada em 1641 e 1677, e foi totalmente reconstruída em 1823, altura em que foram adicionados espinhos. A restauração adicional ocorreu em 1987 com a adição de corrimões metálicos, degraus de pedra e acesso para deficientes. As torres estão em cada extremidade da ponte. Uma balaustrada esculpida corre de cada lado da passarela, e as gárgãs decoram seu arco. É a única ponte em Veneza adornada com espiras de onde leva o nome.
*Remembrance Park: Em memória dos soldados que lutaram na Segunda Guerra Mundial, tranquilo e arborizado, bom para o fim de tarde.
*Jardins públicos: parque estabelecido por Napoleão Bonaparte e serve como espaço de exposição, como o Festival de Arte da Bienal de Veneza.
*Basílica de São Marcos: ícone de Veneza, século XII, apelidada de “A Igreja de Ouro” pelas decorações e design. Uma mistura de estilos italianos e bizantinos, um dos melhores exemplos de arquitetura italo-bizantina. O interior dourado com mosaicos de ouro é simplesmente incrível. O tesouro abriga uma coleção única de metalurgia bizantina. Há filas enormes em frente à entrada, compre o bilhete online e marque uma hora para a visita. É proibido transportar mochilas dentro da basílica, bem como tirar fotografias.
*Torre do Relógio: século XV, renascentista, construído em 1499. O mecanismo do relógio não é o original. A torre está decorada com muitas estátuas (por exemplo, o Leão de Veneza ou a Virgem e Criança). Curiosamente, o mostrador tem números romanos (para as horas) e árabes (para os minutos). Para visitar a Torre do Relógio, terá que reservar com antecedência, e pronto para degraus estreitos (não há elevador).
*Campo Santo Stefano: rodeado por restaurantes e cafés e a igreja de Santo Estêvão.
*Ponte da Accademia: ponte em arco de Veneza, originalmente em ferro, inaugurada em 1854. Aberto um concurso para edificar uma ponte de pedra, construiu-se uma ponte em madeira em 1933, e intervenções adicionaram à obra original elementos metálicos. É uma das quatro pontes (junto com a Ponte de Rialto, a Ponte dos Descalços e a Ponte da Constituição) que atravessa o Grande Canal.
*Palácio Ca’Rezzonico: um dos mais famosos palácios de Veneza, com a fachada principal voltada para o Grande Canal. Acolhe o Museo del Settecento Veneziano, um museu público dedicado ao século XVIII veneziano.
*Bridge of Fists: o nome é derivado das primeiras lutas que costumavam realizar nesta e as pontes do bairro como uma célebre tradição veneziana.
*Igreja de São Paulo: século 9, com obras de arte interessantes, pinturas de Tintoretto, Paolo Veronese ou Salviati. Restaurada duas vezes – nos séculos XV e XVIII – com marcas de vários estilos arquitetônicos.
*Praça São Paulo: o maior campo de Veneza e o espaço público mais popular depois da Praça de São Marcos. Antes destinado à agricultura e pastagens, foi inteiramente pavimentado em 1493 quando foi instalado no centro o poço que hoje se vê. Depois disso, foi usado para mercados, feiras e grandes reuniões. No século XVI foram transferidos para lá da Praça de São Marcos os pequenos mercados dos pobres. O Campo San Polo adquiriu depois uma identidade lúdica: foi local de teatro de rua, festas públicas, jogos e corridas de touros. Tornou-se insuportável para os residentes de tal modo que em 1611 todos os jogos e as vendas foram proibidos. Uma placa ainda conservada na igreja testemunha este evento.
*Antico Forno: para uma fatia de pizza tradicional italiana, este é o lugar. É possível escolher entre uma variedade de pizzas ou experimentar um sanduíche ou uma especialidade local chamada “pizzaccia”.
*Grande Canal: O maior canal de Veneza por onde passam mais de metade dos transportes aquáticos em Veneza. Vai da bacia de São Marcos até à lagoa. Tem quase quatro quilómetros de comprimento (a sua largura varia). Pode viajar canal acima, canal abaixo através de transportes públicos aquáticos, táxis aquáticos privados ou das elegantes gôndolas. A partir da água, consegue ver todos os imponentes edifícios (há cerca de 200 deles construídos ao longo das bordas do Grande Canal). A bela mistura de estilos arquitetónicos – gótico, renascentista, barroco ou mesmo moderno.
*Ponte de Rialto: Uma das quatro pontes que atravessam o Grande Canal de Veneza, construída em 1181 (a mais antiga das quatro). A ponte original foi substituída por pontes mais modernas até que finalmente alcançou a sua forma atual em 1591. O seu design é muito semelhante ao da ponte original e algumas pessoas achavam que colapsaria, tal como a sua antecessora. O designer da ponte, Antonio da Ponte, ganhou o concurso de design contra adversários como, por exemplo, Miguel Ângelo. Na ponte, há muitas lojinhas de lembranças, durante o dia (e devido à sua enorme popularidade), a ponte tende a ser bastante movimentada. Visite a ponte no início da manhã ou no final da tarde e à noite.
*Grom Ice Cream Shop: gelateria com vinte anos de história.
*Alameda Zattere: para descansar da vida movimentada de Veneza, fora do círculo turístico, tem muitos bares, cafés, gelaterias e restaurantes. Vista das igrejas Santa Maria della Visitazione, século XV, e Santa Maria del Rosario, século XVIII. Palácio Molin e Palácio Priuli Bon. Vista do canal Giudecca (a da ilha de Giudecca, que fica junto ao canal), ideal durante o nascer e o pôr-do-sol.
*Basílica de Santa Maria da Saúde: ícone de Veneza em estilo barroco (às vezes chamada La Salute) construída pouco tempo depois de Veneza ser atingida pela peste. Supunha-se que a construção da igreja salvaria a cidade da Peste Negra e muitas das obras de arte que decoram o interior referem-se à doença de algum modo. O próprio nome da igreja refere-se a isso, uma vez que “salute”, em italiano, significa “saúde”. Tem vários altares, no principal a estátua “Rainha dos Céus a Expulsar a Peste”. Os altares menores são dedicados à Virgem Maria.
*Jardins Reais: agradável para descansar. Perto do antigo porto de Veneza, século XIX.
*Riva degli Schiavoni: Um passeio que começa no Palácio dos Doges e termina no Arsenal. Durante o dia muitas pequenas lojas vendem bolos, roupas e souvenirs para os turistas, é bom no final da tarde (ou mesmo à noite) quando está vazio. Com pequenos cafés ao longo do passeio para descansar e aproveitar o pôr-do-sol.
*Ponte dos Suspiros: a primeira do mundo, há com o mesmo nome em Cambridge e Oxford, de 1600, estilo barroco, um dos lugares mais visitados de Veneza. Tem esse nome por estar localizada entre as salas de interrogatório do Palácio dos Doges e a Prisão Nova. Os condenados suspirariam ao passar a ponte quando viam a cidade de Veneza uma última vez antes de serem presos para o resto das suas vidas.
*Palácio Ducal: entre o sec. XIII e XV, estilo gótico, sede do governo e a residência do Doge eleito é bastante espetacular. Nele está a maior pintura a óleo do mundo chamada “Paraíso” (por Tintoretto). Local da prisão de Giacomo Casanova.
*Campanário de São Marcos: Piazza San Marco, ícone de Veneza. Séc. XV, em 1902 desmoronou, em 1912, uma réplica perfeita da torre original foi concluída. Há cinco sinos dentro da torre do sino, cada um com seu próprio propósito. Se for ao topo da torre, pode desfrutar da vista espetacular da cidade. Há um elevador, por isso, não se preocupe com uma subida exaustiva. O número de pessoas permitidas na torre de cada vez é limitado, pelo que nunca está cheia de turistas. Compre os bilhetes com antecedência.
*Praça São Marcos: mais famosa praça de Veneza, rodeada de atrações como a Basílica de São Marcos, Palácio Ducal, Torre do Relógio.
*Palácio Contarini del Bovolo: de encantos escondidos, séc. XV, costumava ser um lar residencial para a família Contarini. Elementos bizantinos, góticos e do renascimento. Foi escolhido como a casa de Brabantio na adaptação de 1952 de Othello de Shakespeare. Tem uma arcada, que oferece uma boa visão da cidade de Veneza. O prédio tem vários andares com salas exibindo várias pinturas e outros itens de arte.

De 05 a 12 de maio – Roma
Domingo museus grátis no primeiro domingo de cada mês
Coliseu de Roma
Arco de Constantino
Arco de Tito
Fórum Romano
Praça do Capitólio
Fontana de Trevi
Teatro de Marcelo
Gelatto Giolitti
Escadaria Espanhola
Fontana de Trevi
Piazza Navona
Praça do Campo das Flores
Trastevere
Ilha Tiberina
San Pietro dal buco della serratura
Ponte de Santo Ângelo
Castelo de Santo Ângelo
Passeto di Borgo
Cidade do Vaticano
Praça de São Pedro
Capela Sistina
Basílica de São Pedro
Cidade do Vaticano
Vila Borguese

Sites Úteis:
http://www.romapass.it/en/home/
https://www.il-colosseo.it/pt/

Um pouco sobre cada lugar:
ROMA:
*Coliseu de Roma: Chamado pelos antigos romanos, “Anphitheatrum Flavlum” (Anfiteatro Flaviano), é o monumento mais famoso e impressionante da Roma antiga, e o maior anfiteatro do mundo. O nome deriva, sobretudo, do fato de que nas proximidades havia uma colossal estátua de Nero e bronze. Em 1990, o Coliseu, todo o centro histórico de Roma, as zonas extraterritoriais do Vaticano na Itália e a Basílica de São Paulo Fora dos Muros, foi classificado como Património Mundial pela UNESCO, e em Julho de 2007 foi incluído entre as Novas sete Maravilhas do Mundo. Foi construído na área ocupada pela enorme casa da Domus Aurea de Nero, construída após o grande incêndio de Roma em 64, que se supunha ser um vale rodeado pelas colinas de Velia, Palatine, Celio, Opium e Fagutale e foi atravessado por um riacho que correu em direção ao Tibre por um caminho que segue rudemente a verdadeira rua de San Gregorio.
*Arco de Constantino: Um dos três arcos do triunfo em Roma e o maior dos arcos sobreviventes, localizado perto do Coliseu. Instalado em 315 d.C. para comemorar a vitória do Imperador Constantino na Batalha da Ponte Mílvia em 312 d.C. Nem todas as suas partes são originais. As estátuas foram originalmente colocadas no Fórum de Trajano. Os medalhões de mármore foram tirados de alguns dos monumentos dedicados ao Imperador Adriano. A entrada é gratuita durante todo o dia. Pode ser visto do Coliseu.
*Arco de Tito: Situado na Via Sacra no Fórum Romano, comemora o Imperador Tito e os seus sucessos militares durante o Cerco de Jerusalém. Instalado no ano 82 d.C. por ordem do Imperador Domiciano, irmão mais novo de Tito. É considerado um dos arcos triunfais mais antigos do mundo. O Arco do Triunfo, em Paris, e o Washington Square Arch, em Nova Iorque foram inspirados nele. Faz parte do Fórum Romano, o acesso depende de entrada paga. É possível avistar dos pontos mais altos à volta (como do Coliseu ou do Monte Palatino).
*Fórum Romano: é a área arqueológica entre a Piazza Venezia eo Coliseu, e atravessado pela Via dei Fori Imperiali; ao lado do Palatine e no Capitólio, junto com a área de Coliseu eo Arco de Constantino, é o maior e mais importante sítio arqueológico do mundo. Originalmente ocupada por pântanos, a área do Fórum foi recuperada por uma das primeiras obras urbanas da Roma antiga: A Cloaca Maxima, um grande sistema de drenagem de água, de modo que no final não restava nada a não ser uma lagoa, o lacus Curtius, Que deve então ser marcado por um pequeno monumento, porque agora completamente desaparecido. No Fórum estão reunindo praticamente todos os principais edifícios públicos e sagrados da República Romana: por alguns Os templos romanos mais antigos, como Saturno ou santuários dos Dioscuri em diferentes igrejas como a Basílica de Julia e a Basílica de Emilia, a mais antiga, fundada no segundo século. C. e cujos restos são agora à direita como você entra a partir da entrada na Via dei Fori Imperiali.
*Praça do Capitólio: Localizada no monte Capitolino, coração de Roma. Desenhada por Michelangelo. Na praça está o Palazzo Senatorio – outrora a sede do Senado romano, que atualmente serve de câmara municipal.
*Teatro de Marcelo: Menor que o Coliseu, este teatro serviu de predecessor e os arquitetos do Coliseu usaram a sua forma e estrutura em geral como inspiração. A sua construção começou durante o reinado de Júlio César, e concluído por Augusto, por volta do ano 13 a.C. Tinha uma capacidade incrível de espectadores: entre 10 mil e 20 mil. Mais tarde, foi transformado numa fortaleza e depois, num palácio luxuoso para a família Savelli. Atualmente, o andar mais alto foi transformado em apartamentos para convidados. A maior parte do edifício não está aberto ao público, mas ainda o pode ver de fora.
*Escadaria Espanhola: Uma das escadarias mais conhecidas da Europa, e ponto de encontro popular para os romanos. Originalmente, a escadaria (que consiste em 135 degraus) ligava a embaixada de Espanha e a igreja da Santíssima Trindade dos Montes.
*Fontana de Trevi: Construída em 1762, por Nicola Salvi. A maior fonte em estilo barroco em Roma, com quase 80 000 000 litros de água a circular pelo sistema todos os dias. Todo o dinheiro arrecadado, pelas moedas jogadas diariamente na fonte é usado para alimentar os cidadãos mais necessitados de Roma.
*Gelatto Giolitti: Um dos melhores sorvetes italianos e do mundo.
*Piazza Navona: Famosa praça de Roma, era estádio da Roma Antiga, reconhecida pela sua forma. A característica mais proeminente da praça barroca é definitivamente a Fonte dos Quatro Rios (Nilo, Danúbio, Ganges e Rio da Prata) de Bernini. Existem mais duas fontes na Piazza Navona – a Fonte de Neptuno e a Fontana del Moro.
*Via Giulia: Estilo urbanista do renascimento.
*Praça do Campo das Flores: Localizada perto da Piazza Navona. Também serve como um mercado ao ar livre durante a manhã e ao início da tarde. Apesar de seu nome romântico (que a praça ganhou durante a Idade Média, quando ainda era um prado), Campo de’ Fiori já foi um lugar de execuções públicas. Entre os executados aqui esteve o matemático e filósofo italiano Giordano Bruno (acusado de heresia). Hoje em dia, uma estátua em sua honra está situada no meio da praça. Durante a manhã, o local é muito movimentado graças aos mercados que encontra aqui diariamente. Se deseja comprar alguns alimentos frescos, é aqui que se deve dirigir. À noite, pode desfrutar dos bares e cafés locais. É um ótimo lugar para relaxar após um dia cansativo.
*Ponte de Santo Ângelo: Construída pelo imperador Adriano em 134 d.C., esta ponte de mármore e arcos romanos tem sido uma passagem segura sobre o Tibre, para viajantes cautelosos há quase dois milénios. As estátuas incrivelmente decoradas de 10 anjos, que podem ser vistos a agraciar a ponte aos pares. Foram criados por alguns dos maiores escultores da altura, incluindo Gian Lorenzo Bernini. O seu é o Anjo com a Coroa de Espinhos.
*Castelo de Santo Ângelo: Originalmente construído no século II d.C. pelo imperador romano Adriano como mausoléu para si, o edifício foi transformado em castelo no século XIV, e um corredor especial foi adicionado para ligar o mesmo à Basílica de São Pedro. Hoje, o castelo serve de museu com peças do período do Renascimento. O edifício é construído em estilo romano antigo, mas as estátuas são barrocas. Está dividido em cinco níveis, sendo o mais importante o terraço superior (nível cinco) que oferece vistas deslumbrantes de Roma. Outros níveis abrigam o mausoléu ou a prisão.
*Passeto di Borgo: Este corredor estreito de quase 800 metros de comprimento liga a Cidade do Vaticano ao Castelo de Santo Ângelo. A passagem (em italiano, “passetto”) foi construída no século XIII por ordem do papa Nicolau III. Quase 200 anos mais tarde, ajudou a salvar a vida de outro papa, Alexandre VI, mais conhecido como Rodrigo Bórgia, líder dos famosos Bórgias. Para visitar a passagem apenas sendo paga, como parte da visita ao Castelo de Santo Ângelo.
*Cidade do Vaticano: Oficialmente Estado da Cidade do Vaticano, é a sede da Igreja Católica e uma cidade-Estado soberana sem costa marítima, cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália. Com aproximadamente 44 hectares e com uma população de pouco mais de 800 habitantes, é a menor entidade territorial do mundo administrada por um Estado. A Cidade do Vaticano é uma cidade-Estado que existe desde 1929. É distinta da Santa Sé, que remonta ao cristianismo primitivo sendo a principal sé episcopal de 1,5 bilhão de católicos romanos de todo o mundo. Ordenanças da Cidade do Vaticano são publicadas em italiano; documentos oficiais da Santa Sé são emitidos principalmente em latim.
*Praça de São Pedro: A elíptica praça barroca está localizada em frente à Basílica de São Pedro. Há um gigantesco obelisco egípcio (que chegou a Roma por volta do ano 40 a. C.) no meio da praça que foi instalado no seu local atual em 1586. Hoje em dia, o obelisco também funciona como um relógio de sol. A praça em si foi desenhada cem anos depois por Gian Lorenzo Bernini (famoso escultor, pintor e arquiteto barroco italiano). A sua ideia era de que a praça deveria incorporar os “braços maternos da Santa Igreja-mãe”. Também esperava criar uma sensação de admiração nos visitantes da praça através do uso de um grande espaço aberto. Existem 140 estátuas de vários santos localizados no topo das colunatas que alinham na praça. A capacidade da praça é quase meio milhão de pessoas.
*Capela Sistina: A capela papal, incorporada no complexo do palácio apostólico (a residência oficial do Papa) é um dos lugares mais visitados da Cidade do Vaticano. É lá que se reúne o Conclave Papal e onde os novos papas são eleitos. O interior da capela é decorado com muitos frescos de vários pintores renascentistas (por exemplo, Sandro Botticelli). O principal destaque é, no entanto, a grande pintura na parede do altar da capela – “O Dia do Juízo Final” de Michelangelo. Pode ver mais de 300 pessoas diferentes no fresco e é considerado uma das peças de arte mais importantes existentes. O teto da Capela Sistina também foi pintado por Michelangelo, sendo a sua parte mais icónica a Criação de Adão. A entrada na Capela Sistina está incluída no preço da entrada nos Museus do Vaticano. É uma capela ativa (e uma das mais cruciais na hierarquia cristã) é esperado um comportamento respeitoso e um vestuário adequado.
*Basílica de São Pedro: Uma igreja renascentista localizada na Cidade do Vaticano e a maior igreja do mundo, com uma área interior extendendo-se por 15.160 m2. Está repleta de obras-primas de muitos artistas barrocos e renascentistas conhecidos (por exemplo, o Baldacchino de Bernini ou a estátua de Michelangelo, Pietà). Os restos mortais de São Pedro estão colocados no túmulo de São Pedro sob a Basílica. Se decidir subir as escadas até o topo da cúpula para apreciar a vista espetacular da cidade, prepare-se para muitos degraus (entre 320 e 551, dependendo do seu bilhete). A subida pode ser muito exigente, especialmente durante os meses de verão.
*Colina de Janículo: A colina de Janículo é a segunda mais alta de Roma e, discutivelmente, a mais bonita. Também oferece algumas das melhores vistas sobre a cidade de Roma, tornando-a bastante popular entre visitantes. Por último, mas não menos importante, a colina esconde várias atrações interessantes, sejam uma fonte barroca do século XVII ou um santuário desenhado por Bramante. Dado que fica a oeste do Tibre e fora dos locais da Roma Antiga, a colina não conta como uma das famosas sete colinas de Roma. No entanto, faz tanto parte do legado histórico de Roma como elas, dado que era um lugar de adoração ao deus antigo Jano, voltando aos tempos de Roma Antiga. A praça no topo da colina por norma não tem muitos turistas. No entanto, a colina fica um pouco fora do centro de Roma e demora a chegar lá acima. Se não gosta de longas caminhadas, considere ir de táxi.
*Jardim Botânico: Mais de 3.000 espécies de plantas de todo o mundo crescem nesse jardim botânico. Sua sessão japonesa é realmente marcante.
*Fonte Acqua Paola: Uma das fontes mais lindas de Roma, esta fonte de mármore, localizada no topo do Monte Janiculum, foi a primeira grande fonte a ser construída no lado direito do Tibre. Sua forma serviu de inspiração para a Fonte de Trevi posterior. Sua construção foi completada em 1612 pelo Papa Paulo V. Borghese. É por isso que há uma águia e um dragão no topo da fonte, os animais da crista da família Borghese. Alguns dos materiais utilizados para as obras na fonte vieram de outros pontos turísticos principais em Roma, como o Templo de Minerva. Uma peça de piano inteira foi dedicada a ele por um compositor musical Charles T. Griffes, chamado “The Fountains of Acqua Paola”. Curiosamente, Griffes nunca viu a própria fonte como ele nunca esteve em Roma em sua vida.
*Trastevere: O 13º rione (bairro administrativo) de Roma e um labirinto de ruas estreitas. A sua história remonta à civilização etrusca e aos tempos da Roma Antiga quando Júlio César (entre outros romanos importantes) mandou construir a sua villa aqui. Hoje em dia, é um lugar de vidas cultural e social ricas. A Piazza Santa Maria em Trastevere (a praça central) é um ótimo lugar para tomar um café e desfrutar da vista da Basílica de Santa Maria em Trastevere. Outra obra notável de arquitetura no bairro é a Igreja de Santa Cecília no Trastevere. Conhecido pela sua vida noturna.
*Ilha Tiberina: Esta ilha com 270 metros de comprimento tem sido habitada desde os tempos da Roma Antiga e está ligada ao resto da cidade por duas pontes. No século III a.C., foi construído aqui o Templo de Esculápio, o deus grego da cura, e, desde então, que a ilha tem sido conotada com cura. Curiosamente, antes da construção do templo, a ilha estava associada a criminosos e poderes negativos. A ilha, ainda agora, é conotada com medicina, especialmente dado que há um hospital ativo aqui, desde 1584.
*Sítio de Santo Omobono: O sítio de Santo Omobono é uma área de pesquisa arqueológica em Roma descoberta em 1937, perto da Igreja de Santo Omobono, cuja exploração produziu importantes achados para a compreensão da história de Roma, inclusive de sua fundação e dos períodos monárquico e republicano. O sítio inclui dois templos, o Templo da Fortuna e o Templo de Mater Matuta. Desde sua descoberta em 1937, as temporadas de escavações, realizadas principalmente por arqueólogos italianos, constataram dezessete fases ocupacionais.
*San Pietro dal buco della serratura: Uma vista deslumbrante de Roma a partir de um buraco de fechadura.
*Casa de Ouro: A Casa Dourada foi um palácio romano, desenhado para tirar partido das paisagens artificialmente criadas no coração da Roma Antiga pelo Imperador Romano Nero, depois do Grande Incêndio que devastou Roma em 64 ter varrido as habitações aristocráticas das encostas do monte Esquilino. De acordo com a actual divisão administrativa do centro de Roma, a Casa Dourada está situada no rione Monti.
*Colina Oppian: Monte Ópio ou Monte Opiano é um esporão meridional do monte Esquilino, uma das famosas sete colinas de Roma. Ele está separado do Císpio, mais ao norte, pelo vale de Subura, e do monte Célio, ao sul, pelo vale do Coliseu. O Ópio e o Císpio, juntos, formam o platô Esquilino, que fica dentro da linha da Muralha Serviana. Nas divisões das sete colinas, o esporão Fagutal aparece como uma localidade independente, o que permite inferir que, originalmente, o termo “Ópio” era estritamente aplicado a este esporão, com exceção da porção oeste. A ponta norte desta porção era chamada de Carinas, que se estendia entre o monte Vélia e o Clivo Púlio, com vista para o sudoeste, incorporando Fagutal para formar uma dos mais exclusivos bairros da Roma Antiga.
*Termas de Trajano: As Termas de Trajano, iniciadas em 104 pelo arquitecto grego Apolodoro para o imperador Trajano, eram um complexo termal e de lazer da Roma Antiga que, à semelhança das termas de Tito, reaproveitavam algumas das ruínas do palácio dourado de Nero. A enorme cisterna, que suportava 8 milhões de litros, ainda permanece, conhecida como sette sale. O imperador Trajano contratou o arquiteto Apolodoro de Damasco para construir diversas obras públicas para Roma. Entre elas, estavam as Termas de Trajano, um complexo de banhos públicos cujo modelo seria seguido em termas construídas por outros imperadores, como Caracala e Diocleciano.

De 12 a 15 de maio – Salvador
Farol da Barra
Forte de Santa Maria
Forte de São Diogo
Praia da Barra
Pelourinho
Elevador Lacerda
Mercado Modelo
Praia da Barra
Praia do Porto da Barra

CUSTOS– 18 dias (16 dias inteiros +2 de aeroporto ida e volta) de viagem (para o casal):
Passagens 131.100 milhas + R$2.763,77
Hospedagem: 97.791 milhas + R$1.634,08
Transporte urbano e Passeios: R$ 89,10
Alimentação: R$837
Compras: R$1.805,31
Total 228.891 milhas +R$ 7.129,26 (€1.584,28)

Assista os vídeos, e para receber mais conteúdo como este se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (Instagram, e Facebook).

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

easysim banner


Seguros Promo


Seguros Promo

banner 728x90

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s