Compras de Viagem EUA – Roupas e Sapatos

Viajar é uma delícia. E quando a viagem é para os Estados Unidos, sempre tem compras. Quer você queira ou não meu pão duro leitor(a). Sinto muito informar, mas não tem como evitar. O dólar pode chegar a R$10 que ainda vai ter coisas mais baratas lá do que aqui. Sim, a diferença é mesmo gritante.

Não acredita? Então assiste o vídeo de compras de cosméticos e compara alguns preços com o que é vendido aqui no Brasil. Aproveita e assiste o outro onde eu explico que as compras da viagem pagaram a viagem.

Eu sempre digo pra quem vai viajar não passar vontade na hora de querer comprar alguma coisa pensando se deve ou não comprar ou esperar a próxima loja, compre na hora! Principalmente se for algo que você realmente quer, porque em uma viagem as chances de passarmos 2 vezes pelo mesmo lugar são remotas, pois o espírito de explorador toma conta da gente e nos faz fazer caminhos diferentes a cada momento. Por isso, viu alguma coisa que gostou, compra.

Muitas pessoas falam que não está mais tão barato comprar nos Estados Unidos. Mas quando o assunto é roupa e sapato, eu digo que está tão barato como sempre foi, porque os preços aqui no Brasil cresceram na mesma velocidade que o dólar.

Até 2 anos atrás eu dizia que sapatos de couro não compensavam ser comprados fora, porque nossos sapatos eram muito bons, e duráveis, até que as melhores marcas resolveram “inovar” e começar a fabricar sapatos de “couro” ecológico e vender pelo preço do couro. Aí queridos(as) leitores, meu discurso mudou. Pode comprar sapatos no exterior, porque até isso lá é mais barato.

Tem dias que olho para roupa que estou vestindo e com muita sorte tem um item comprado no Brasil, e comparando com os preços das vitrines, estou uns 50% mais barata do que elas, rsss.

Brincadeiras à parte, eu gostaria de além de pagar impostos para o governo poder viajar só com a mala de mão e não precisar comprar nada fora do país porque aqui encontro tudo o que preciso por um preço justo, mas ainda não chegamos lá.

Assista o vídeo e diga aqui nos comentários se eu estou certa em fazer compras no exterior.

Se inscreva no blog, no canal, e siga a gente nas redes sociais e no snapchat.

Beijos e até o próximo post.

via IFTTT

Comprinhas de Viagem – COSMÉTICOS

As comprinhas de viagem. Só a parte de cosméticos. O que eu comprei na viagem para os Estados Unidos.

O vídeo já está no ar e está sendo um sucesso. É o primeiro vídeo desse tema no canal e durante muito tempo não achei que os inscritos teriam interesse em ver produtos comprados em viagens, mas me enganei. Tentei ser rápida, mas como são muitos itens o vídeo ficou longo.

Não falei onde comprei cada item porque o preço não muda muito de uma loja para outra lá nos Estados Unidos, e nem de Estado para Estado. As diferenças, quando existem, são mínimas.

Eu sempre compro no Walmart, Target, Macys, Burlington, Ross Dress for Less, Walgreens, Harmon Face Values (Bed Bath and Beyonds) e lojas como estas.

natura_1_0

O objetivo desse vídeo é complementar o vídeo de “Paguei a viagem fazendo compras” e provar que comprando nos Estados Unidos e economizando nessas compras aqui no Brasil, o dinheiro economizado dá pra pagar a hospedagem, transporte e os passeios. E ainda depois da primeira viagem, se tudo isso for pago em um cartão de crédito que dê milhas, na próxima viagem as passagens ficam de graça se forem trocadas com as milhas adquiridas.

Assista o vídeo, se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (InstagramFacebookTwitter, e Snapchat).

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

Voando TAM de Miami para São Paulo

Como é voar com a TAM, saindo de Miami para São Paulo? Para nós foi tranquilo, graças a Deus.

O serviço de bordo foi satisfatório, com ponto positivo para o kit de boas vindas, com necessaire e amenities, que fazia tempo eu não recebia nos voos internacionais da TAM.

Para um voo saindo dos Estados Unidos para o Brasil, de Miami, paraíso de compras e com muitos brasileiros como passageiros, em função dos pacotes de viagens e das pessoas escolherem a cia aérea por se sentirem mais à vontade com pessoas falando português, até que foi muito tranquilo. Sem empurra, empurra pra guardar as malas dentro do avião, sem gritaria e algazarra, nem parecia que o povo estava voltando carregado de compras e felicidade para o Brasil.

Acho que a crise começou mesmo a abater os brasileiros que vão para o exterior, tinha espaço sobrando nos bagageiros. O check-in pra despachar as malas foi rápido. Ninguém gritando para o amigo sentado 10 fileiras atrás e comentando sobre as maravilhas de compras que fez. Conseguimos dormir tranquilos, o que para um voo diurno é bem difícil.

Bom, o serviço de bordo da TAM foi bom, dentro do esperado para voos internacionais. A equipe foi cordial, o avião estava devidamente limpo e se manteve em ordem até o fim.

Assista o vídeo e veja o kit de boas vindas e a comida que serviram.

Se inscreva no blog, no canal, e siga a gente nas redes sociais.

Beijos e até o próximo post.

via IFTTT

Sala VIP da TAM no Aeroporto de Miami – Flórida #23

Ter acesso a uma sala vip, ou lounge, em aeroportos não é privilégio só de quem voa nas classes executiva e primeira classe, você também pode usar, basta ter um cartão de crédito ou até mesmo pagar pela entrada no lounge.

Essa sala que mostramos aqui no vídeo é da LATAM, mas eu preferi chamar de TAM porque não gostei desse nome que usaram na junção das cias.

O aeroporto de Miami é enorme, então cada terminal tem os seus lounges e as cias aéreas respectivas com os critérios de acesso próprios. No nosso terminal, conseguimos o acesso a sala da TAM, que coincidentemente foi a cia aérea que usamos pra voltar para o Brasil.

O voo era bem cedo e como não tínhamos café da manhã no hotel, chegamos um pouco mais cedo e tomamos café no lounge, descansamos confortavelmente até que teve início o nosso embarque e seguimos para o portão de embarque.

Nós sempre acessamos de graça só mostrando o cartão de crédito. Claro que não é qualquer cartão de crédito, o nosso é o Diners Club International. E não pense que eu ganho rios de dinheiro para poder ter esse cartão. Trata-se de relacionamento com o banco e tempo de relacionamento. Essa explicação está em outro vídeo, depois vou fazer um post sobre isso, detalhando mais. Se quiserem assistir o vídeo é só dar o play:

Você também pode ter mais conforto nas suas viagens enquanto espera pelo seu próximo voo, e acredite, vai economizar muito não gastando com lanches nos aeroportos.

Se inscreva no blog, no canal, e siga a gente nas redes sociais.

Um beijo e até o próximo post.

via IFTTT

Key Biscayne e Miami (Flórida #22)

Miami, como não amar, e como não odiar.

Pois é, Miami é linda demais, mas se você não prestar atenção aos detalhes pode odiar rapidinho essa cidade. Trânsito para todos os lados, motoristas estressados, competições de “raxa” nas vias expressas, um nó de viadutos e ruas, entradas e saídas, e pedágio pra todo lado.

Calma, fique mais uns dias e você vai amar, as praias são lindas, o céu é lindo, o mar, os prédios, as casas, as lojas, as pessoas. Tem um lugarzinho especial para cada gosto que você tiver e quiser experimentar. Agito, calmaria, tudo em menos de 15 minutos de carro. Lembra do nó de viadutos? Você chega rápido em qualquer lugar depois que entende eles.

Não venha sem GPS e não pegue um carro sem o toll pass, é obrigatório, não tem como pagar o pedágio na hora, é tudo automático, à base de câmeras que fotografam tudo o tempo todo.

Preferimos Key Biscayne, que lugar maravilhoso, super estrutura e beleza. Depois que fomos pra lá entendemos porque todos amam vir pra cá. É quente o ano todo, lindo e é Estados Unidos, com tudo à mão, pra ver, fazer e comprar.

Compras, tem de tudo e os preços ainda valem a pena, mesmo com o dólar alto. Acreditem.

Assista tudo no vídeo, se inscreva no blog, no canal, e siga a gente nas redes sociais.

Um beijo e até o próximo post.

via IFTTT